Escolha uma Página


 

Meus amigos ficam resmungando quando eu, insistentemente digo que o problema do Brasil é o brasileiro. Não todos, mas a maioria, sem medo de errar!
Hoje eu aproveitei a minha hora do almoço para ir à feira, comprar bananas, laranjas e qualquer outra fruta ou legume que estivesse em oferta, pois em casa só compramos as frutas, os legumes e as verduras da estação.
Me chamou a atenção um feirante gritando: “Uva mais barata você não vai encontrar – só R$3,99!”.
Ah, não tive dúvidas, enfrentei a muvuca e consegui um espacinho para poder encher uma sacolinha também. E era cada uva, uma mais linda do que a outra! Enormes, quase do tamanho de um limão! (ok, exagerei um pouquinho…).
O melhor de tudo é que você podia misturar a uva verde e a roxa, pois o preço era o mesmo.
Sacolinha cheia, entreguei para pesar e aí veio a pergunta: “Completo R$16,00?”.
O cérebro deu uns estalos, mas pegou no tranco antes de eu pudesse ser enganado.
– Caramba! Tem quatro quilos nessa sacolinha? – perguntei, incrédulo.
– Tem dois quilos – respondeu o feirante.
Para resumir, o preço que ele estava gritando era para MEIO QUILO! Só que em nenhum momento ele deixou isso claro.
Diante da reclamação de todos ali, ele mostrou a plaquinha pendurada, onde lia-se claramente “UVA”, “R$3,99”, “UM GARRANCHO” e “KG” .
Segundo ele, nesse garrancho estava escrito “MEIO”.
Nem preciso dizer que ninguém levou a uva do cidadão. As sacolinhas cheias ficaram jogadas sobre as frutas.
Agora, veja só… Depois nós ficamos reclamando dos políticos!
Cabra safado! Tentou enrolar os fregueses e se deu mal.
E eu nem vou escrever mais nada, pois com certeza algum chato vai achar que estou fazendo campanha política… Ô povinho…